Dom06252017

Última atualizaçãoQui, 22 Jun 2017 6pm

Comunidade

Comunidade

Clube Santa Cecília

129 anos de muitas histórias

"INFORME PUBLICITÁRIO"

Com slogan “Clube da Família” o centenário Clube Santa Cecília, comemora neste próximo sábado 129 anos de muita tradição e história.

Uma agenda de festividades foi organizada para as comemorações alusiva a data. As 10:00 horas, uma missa será celebrada pelo Padre Paulinho.

Em noite de gala, um baile com início previsto para as 22:00 horas, abrilhanta o aniversário . Ao som de Rogério Afonso, John Michael & Banda, o grupo realiza um show, com um grande repertório para agradar todas as idades.

Em entrevista ao jornal Atual, o presidente Cecílio Caetano Rodrigues (FOTO), mencionou sobre o prazer de estar à frente da diretoria e afirmou: “Meu orgulho é poder fazer parte desta tradição, onde a família e o respeito pelo associado caminham lado a lado, aqui no Clube Santa Cecília”.

Durante o bate-papo informal, o Prof. Cecílio mencionou os destaques do clube social. “Nossa Sauna pode ser considera uma das melhores da região, realizamos bailes tradicionais e temáticos como a Noite Cigana, Festa Ploc, Festa a Fantasia e Noite do Bolero, eventos que já se transformaram em tradição para cidade”.

- Recentemente tivemos oportunidade de receber das mãos do Governador, em solenidade no Palácio da Liberdade na capital Belo Horizonte, instrumentos musicais para a corporação Musical Santa Cecília, uma das agremiações musicais mais antigas do Estado, que vem sendo reconhecido pelo trabalho apresentado em prol das Bandas Musicais Mineiras.

Ao término, o presidente afirmou, todo trabalho e amor prestado ao clube Santa Cecilia é graças aos grandes nomes que fazem parte da atual diretoria, finalizou.

Foto: Divulgação / No clube, o maior patrimônio é o bom ambiente, onde sua família é sempre bem recebida. Santa Cecília, padroeira dos músicos e do clube tradição centenária em Conselheiro Lafaiete.

 

Em luto

Morre Cibele Belavinha

A cidade acordou mais triste, faleceu a conhecida Cibele Aurora Bellavinha. Cibele teria passado mal na tarde de sábado e na sequência, falecido, deixando uma profunda tristeza entre amigos e parentes. Dona de um sorriso contagiante, jamais perdeu a oportunidade de fazer amigos. Filha de Naná Bellavinha e José Rodrigues Martins (in memorian) deixa uma filha, Gabriele, e os Irmãos Gilmar, Arnoldo e Rogério. Seu corpo está no velório São Jorge. O sepultamento acontece às 17h desta segunda-feira (19/6), no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, em C. Lafaiete.

Foto: Divulgação Rede Social /  A família do JORNAL ESTADOATUAL lamenta a triste notícia

Poeira

Prefeitura de congonhas notifica mineradoras

Administração Municipal cobra medidas para amenizar a poeira.

O Governo Municipal tem fiscalizado as ações das empresas mineradoras em Congonhas/MG. Por meio da Diretoria de Meio Ambiente, a Prefeitura notificou a Ferrous, Ferro+, CSN e Vale à respeito da nuvem de poeira que atingiu a cidade nesse domingo, 14. As empresas têm 20 dias para explicar o que ocorreu e apresentar um plano de ação para que casos como esse não se repitam. Se as medidas não forem apresentadas no prazo estipulado, as mineradoras podem ser penalizadas. Até outubro uma rede de monitoramento da qualidade do ar deve ser implantada no Município.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável, Christian Souza Costa, a rede de monitoramento da qualidade do ar será fundamental para responsabilizar as empresas. "Com essa rede vamos saber exatamente o nível de poluição que atingiu a cidade e de onde essa poluição está vindo. Esses dados, que também estarão nas mãos do Governo Estadual, por meio da Fundação Estadual de Meio Ambiente (FEAM), darão mais consistência na hora de multar as mineradoras. Estaremos amparados por esse registro", explica.

Rede de monitoramento da qualidade do ar
Em julho do ano passado, a FEAM, o Ministério Público de Minas e as empresas Vale, Ferrous e CSN firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a implantação de uma rede de monitoramento da qualidade do ar em Congonhas, que garantirá a correta aferição da emissão de partículas poluentes. Os dados gerados pelos equipamentos serão monitorados pela FEAM. Os parâmetros analisados serão partículas totais em suspensão, partículas inaláveis, direção e velocidade do vento, pressão atmosférica, volume de chuvas, radiação solar global, umidade relativa do ar, entre outros.

Os equipamentos vão começar a ser instalados em junho e até outubro deste ano todo o sistema deve entrar em funcionamento. Os equipamentos oferecem dados técnicos, que serão disponibilizados diariamente no site da FEAM, para que possam ser acompanhados pela população.

Foto:SECOM/ PMC - Divulgação / 

 

No distrito do Itatiaia

Igreja de Santo Antônio

Obra de restauração custou cerca de R$ 2 milhões.

Cerca de 300 moradores do vilarejo de Itatiaia, distrito de Ouro Branco/MG, festejaram na terça-feira (13/6) a entrega oficial da restauração da matriz de Santo Antônio, única do distrito.
O templo, em 1983, foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), construída no século XVIII, a edificação já passou por inúmeros problemas estruturais, foi inundada, correu o risco de pegar fogo e teve mais de vinte imagens sacras roubadas.

Um longa caminhada nesta restauração
Na localidade, o gestor cultural Wilton Fernandes e a Associação Sociocultural Os Bem-Te-Vis, foram nomes fundamentais nesta campanha que passou por mais de 15 anos de luta para finalizar com a reforma que se alongou nos últimos dois anos. Conforme o restaurador-chefe da obra, Gilson Ribeiro, o assoalho e o telhado da igreja foram totalmente substituídos junto com o altar-mor, os retábulos e as 16 imagens sacras, tudo protegido por sistemas de alarmes e de câmeras preservando sempre as características originais da matriz.

Para o padre da paróquia de Ouro Branco, que atende a comunidade de Itatiaia, Luciano Ferreira de 43 anos, o momento ultrapassa o significado religioso. “A igreja, em uma cidade pequena, torna-se referência”, avalia.

Celebração
As festividades para homenagear Santo Antônio, aconteceu com badaladas do sino de alvorada na terça-feira (13/6), durante os festejos uma missa solene presidida por dom Geraldo Lyrio Rocha com a bênção do templo restaurado, realizada pelo horário das 16:00 horas; a solenidade teve participação de representantes dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

História
A igreja matriz de Itatiaia é dedicada a Santo Antônio e foi construída por iniciativa das irmandades do Santíssimo Sacramento, de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e de São Benedito.

Celebração. Desde 31 de maio, as festividades para homenagear santo Antônio, cujo dia solene é nesta terça-feira (13), e para a inauguração da reforma da matriz estão a todo vapor. Na terça aconteceu a alvorada com as badaladas do tradicional sino da matriz e inauguração das obras às 15h, na sequência uma missa solene presidida por dom Geraldo Lyrio Rocha com a bênção do templo restaurado às 16h.

Foto: Divulgação - Internet / A Igreja matriz de Itatiaia é considerada uma das primeiras da região do Alto Paraopeba

Matadouro

Na cidade de Congonhas 

Prefeitura abre concorrência para gestão do Matadouro

Foi publicada no Diário Eletrônico da Prefeitura de Congonhas, nessaterça-feira, 9 de maio, o Edital do processo licitatório de concessão do Matadouro Municipal para iniciativa privada, que será realizado no dia 8 de junho de 2017. A modalidade escolhida foi a Concessão de Direito Real de Usode Imóvel Público, que permitirá à empresa vencedora do certame explorar as instalações durante um prazo de 20 anos, renováveis por mais 20. 

Vencerá a concorrência quem fizer a maior oferta para pagamento do preço de outorga. Fica a cargo da vencedora do certame a obrigação de terminar as obras do matadouro dentro de um prazo de 6 meses contados a partir da assinatura do contrato, bem como proceder toda a parte de licenciamento ambiental para o funcionamento.O inicio das atividades deverá acontecer em no máximo 30 dias após liberação das licenças ambientais. O que garante que a Prefeitura de Congonhas não precisará mais investir recursos no local.

Matadouro
O Matadouro foi construído para o abate de bovinos e suínos e possui uma grande estrutura física,tendo 472,92m² de edificação industrial alto padrão. A área total do imóvel é de 35.027,00 m². A licitação também determina que a finalidade de uso das instalações não poderá ser mudada com o passar dos anos. O que garante que a finalidade da construção seja cumprida a longo prazo.

"Estamos dando um passo decisivo para resolver um problema que se arrasta desde 2005. Passar a gestão do empreendimento Matadouro para a iniciativa privada é fundamental para que ele entre em operação o mais breve possível e cumpra o objetivo de garantir oadequado abate de animais em nossa cidade. Além do quê esse empreendimento vai gerar empregos e arrecadação de impostos para o Município", declara o secretário de Desenvolvimento Sustentável, Christian Souza Costa.

Empresários de Congonhas e de Belo Horizonte já demonstram interesse em participar da concorrência. Mais informações na Secretaria de Desenvolvimento Sustentável. Telefone:(31) 3731-1300, ramais 1191 e 1143.

Foto e Texto: Divulgação - Secom / PMC 

Violência 7/6/2017

Que pesquisa foi esta?!...

Conselheiro Lafaiete cresce na violência, mas dados afirmam - “Aqui é a 9ª cidade menos violenta do país, segundo IPEA”.

A seriedade pode não estar nos critérios determinados por alguns institutos. Um leitor do jornal www.estadoatual , questionou recentemente dados divulgados pela imprensa local.
Conforme nosso leitor, todos os dias ele acompanha aterrorizado a inúmeras furtos, assaltos, tentativas e homicídios, disparos em vias públicas, apreensão de drogas e armamentos localizados, entre outros registros.

(“Meu amigo, jornalista Carlos Pacelli, uma pessoa da minha família, foi assaltada com uma arma na cabeça, nesta segunda-feira (7/6) em pleno final de tarde numa rua próxima a rodoviária. Além do susto, levaram dela um celular e a vontade de voltar à escola. Quero saber, onde anda a verdade das notícias, pois acompanho vários jornais via internet da nossa cidade e neles só observo muita violência ... Gostaria de saber, qual seria a verdade!”)

Vejam os dados

“O Brasil registrou em 2015, 59.080 homicídios. Isso significa 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes. As informações estão no Atlas da Violência 2017 produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). O estudo analisa os números e as taxas de homicídio no país entre 2005 e 2015 e detalha os dados por regiões, Unidades da Federação e municípios com mais de 100 mil habitantes.

O critério utilizado para classificar a violência nesses municípios é a soma das taxas de homicídio e de mortes violentas com causa indeterminada. Entre os dez municípios mais pacíficos do Brasil, oito estão localizados na região Sudeste. Nesta analise nossa cidade (Conselheiro Lafaiete- MG) apareceu como a 9ª cidade menos violenta no Brasil com taxa de 8,0 no ranking divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).”

Na verdade, os números são referentes ao período de 2005 a 2015 e certamente não demonstram nossa atual realidade, caro leitor, trabalho há mais de 25 anos com o jornalismo regional e creia; vivemos momentos aterrorizantes de uma violência sem final. Mesmo com todo empenho de corporações como a Polícia Militar e Polícia Civil devemos ficar mais atentos e fazer do nosso dia a dia, um alerta constante para não se transformar muita das vezes, em uma vítima não registrada pelos erros constantes na interpretação de uma disciplina chamada

ESTATÍSTICA
Clique e conheça http://www.ipea.gov.br/portal/images/170602_atlas_da_violencia_2017.pdf

Segurança Pública

A verdade lógica de uma declaração verdadeira

Para que servem as estatísticas na segurança pública?

Da redação:
Estamos republicando uma inteligente e bem mencionada opinião da antropóloga Ana Miranda.
Editada pelo jornal Extra, do Rio de Janeiro. Bem próxima da nossa Conselheiro Lafaiete/MG, a capital carioca respira problemas sociais bem próximos dos nossos. Mesmo com menos intensidade de violência, lutamos por uma política de melhor segurança. Vamos às estatísticas ...

Por: Ana Paula Miranda
A estatística entendida como ciência do Estado se constitui em um exemplo privilegiado da relação entre saberes e poderes, que vai desde a escolha dos temas a serem investigados até os conceitos, bem como outros aspectos metodológicos da produção de estatísticas públicas, tudo é produto de escolhas feitas pelos "analistas". Assim, as estatísticas não podem ser compreendidas como uma cópia da realidade, mas sim como sínteses construídas a partir da observação das realidades.

Conseqüentemente, todo recorte estatístico é constituído por diferentes interpretações de um mesmo fato, o que explica a existência de um grau aceitável e conhecido de erro, muito embora haja um discurso de que os números sejam sempre exatos.

A inexatidão da informação estatística tem sido comumente interpretada como uma forma de manipulação intencional, com o objetivo de obter os resultados que interessam aos governos. Esta prática é tradicionalmente chamada de "maquiagem", como referência ao hábito de utilização de produtos de beleza para disfarçar imperfeições e realçar pontos positivos, bem como para produzir máscaras e fantasias. Não há como negar que a metáfora se aplica bem a diversas formas de governos, nacionais ou internacionais, mais ou menos democráticos, que ao longo da história procuraram dissimular alguns fatos e exibir outros tantos.

Porém, há que se problematizar mais a inexatidão estatística sob o risco de perdermos um instrumento de análise necessário para a construção de políticas públicas. Primeiro, é preciso se pensar para que servem os dados na segurança pública? Servem para, principalmente, orientar a administração quanto aos caminhos que deve seguir no planejamento, execução e redirecionamento das ações do sistema policial. Servem, também, para a população conhecer o que está acontecendo ao seu redor; e, depois, para que, conhecendo os dados e áreas de incidência, a população e os diferentes setores da sociedade civil possam objetivar as demandas por providências do Poder Público e contribuir para o esforço comunitário contra a insegurança.

O uso da informação estatística possui um caráter estratégico porque permite dar significado a infinidade de dados que inundam a administração pública. A sua importância não está apenas na divulgação da informação, mas na transformação da informação bruta em algo que possa servir para orientar ações futuras. Portanto, é o contexto que vai determinar o sentido dos dados.

O processo de quantificação para que seja útil à interpretação da realidade deve ser complementado pelas informações qualitativas, que fornecem mais detalhes sobre o fenômeno que se pretende estudar.
A propósito da insegurança, cumpre sublinhar que os dados estatísticos das polícias dão conta apenas do que se pode chamar de (in)segurança objetiva, o que tem a ver pura e simplesmente com a quantidade das ocorrências criminais. Não dão conta da (in)segurança subjetiva, também conhecida como sentimento de insegurança, que, independentemente dos dados objetivos, pode ser ampliada por inúmeros fatores, mas principalmente pelo impacto emocional destas ou daquelas ocorrências em função de quem seja a vítima ou o local onde tenham ocorrido.

Foto: Jornalista Carlos Pacelli / Imagem Drone -  JORNAL ESTADOATUAL 

Paralizações

Em Conselheiro Lafaiete

Pelas ruas da cidade, apenas protestos de um grupo partidário.

Algumas dezenas de pessoas foram para ruas em Conselheiro Lafaiete/MG, nesta manhã de sexta-feira 28 de abril. Manifestantes protestaram contra a reforma da Previdência e a Lei da Terceirização, propostas pelo Presidente da República – Michel Temer (PMDB). A concentração teve início na Praça Mário Rodrigues Pereira, subiu pela Homero Seabra e retornou pela avenida Telésforo Resende até uma total dispersão na praça da rodoviária.

Foto: Jornalista Carlos Pacelli / Leitora Liamara Verdolim - Mesmo diante do frio e pouca chuva, o protesto começou por volta das 8h, terminando por volta das 12h, sem registro de ocorrência ou tumulto por parte da PM que acompanhou todo protesto

Nota

Falecimento de Comerciante

Faleceu na terça-feira (16/5) o conhecido lafaietense, Waldemar Rezende. Resende era proprietário fundador do Supermercado Serve Bem, com sede no bairro Chapada. O comerciante era pai do empresário Aloísio Rezende, atual presidente da Câmara de Dirigente Lojistas de Conselheiro Lafaiete. Seu sepultamento ocorrerá nesta quarta-feira as 14:00 horas, no Cemitério Nossa senhora da Conceição, região central da cidade.

Foto: Arte Final Divulgação Internet 

Congestionamentos

Manifestações pelas estradas

Motoristas enfrentam uma manhã de muita paciência na rodovia BR-040.

Na manhã desta sexta-feira (28/4), motoristas enfrentaram um grande congestionamento em vários pontos da Rodovia Federal, BR-040. Com um dia chuvoso e véspera do feriado prolongado, o movimento grevista organizado por centrais sindicais, trouxe um grande transtorno aos usuários e formou congestionamento com mais de vinte quilômetros.

Na cidade de Congonhas, região central do Estado, fogo foram colocados em pneus próximo do Km 611; na cidade de Barbacena, próximo ao trevo de acesso da cidade, a via ficou fechada de 5h50 até 11h10.

Foto:Rede Social/  A rotina que tem agora por costume, impedir o trânsito na rodovia, deveria ser mais fiscalizada pelas autoridades competentes

Sub-categorias