Busca

Parque da Cachoeira

segunda-feira, 29 de Janeiro de 2018 às 10:18 - por, redacao.

Em Congonhas


Local começa a exigir comprovante de vacinação contra febre amarela.


O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Saúde, informa que, a partir do dia 1º de fevereiro, ao entrar no Parque Ecológico da Cachoeira, os visitantes deverão apresentar o cartão de vacinação, acompanhado de documento de identificação, para comprovar que estão imunes à febre amarela. A exigência é que a pessoa tenha sido vacinada há, pelo menos, 10 dias, prazo mínimo para que a vacina inicie o processo de imunização. A medida, a exemplo da que foi adotada em Inhotim, respeita a Resolução Municipal N° 02 de 24 de janeiro de 2018, e tem o objetivo de prevenir a doença em Congonhas. Os funcionários que trabalham no local foram imunizados por uma equipe de enfermagem do Município.

Em dezembro de 2017, foi confirmada a circulação do vírus da febre amarela em Congonhas, resultado da análise de um macaco morto coletado no bairro Recanto das Andorinhas. O Município, assim, passou a ser classificado na Categoria 3 de risco epidemiológico para a doença. Até o momento, não foi notificado nenhum caso em humanos na cidade.

Vacinação

A Secretaria Municipal de Saúde tem reforçado a necessidade de vacinação de todos os moradores das áreas urbana e rural de Congonhas. A população deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência, de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h, e no horário do trabalhador,que se estende até às 19h uma vez por semana em cada uma delas. Idosos, gestantes e mulheres que estejam amamentando, público que anteriormente não era vacinado, estão sendo avaliados criteriosamente e recebendo a vacina, caso não apresentem contra indicações.

Para se vacinar, basta levar o cartão de vacina e um documento de identificação. Quem ainda não o possui ou o perdeu, deve procurar uma unidade de saúde para regularizar a situação. A única forma de impedir a contaminação pelo vírus é a vacina.