Busca

Dia internacional da Síndrome de Down

quinta-feira, 22 de Março de 2018 às 13:08 - por, redacao.

Em C. Lafaiete


Artista  local  Breno marca o dia  em Conselheiro Lafaiete


Nesta quarta-feira  21 de março, foi comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down. A data tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da luta pelos direitos igualitários, o seu bem-estar e a inclusão das pessoas com Down na sociedade. A Síndrome de Down não é uma doença, mas sim uma mutação do material genético humano, presente em todas as raças. Os motivos para a ocorrência da Síndrome de Down ainda são desconhecidos, mas o que se sabe é que começa na gestação, quando as células do embrião são formadas com 47 cromossomos, sendo que o normal seriam 46 cromossomos.

Origem do Dia Internacional da Síndrome de Down

O Dia Internacional da Síndrome de Down é celebrado no  21 de março, fazendo alusão aos 3 cromossomos no par número 21, característico das pessoas com Síndrome de Down. A data foi escolhida pela Down Syndrome International, através da ideia do geneticista Stylianos E. Antonarakis, da Universidade de Genebra. O Dia Internacional da Síndrome de Down está no calendário oficial da Organização das Nações Unidas, sendo comemorado pelos 193 países-membros da ONU.

Atividades para o Dia Mundial da Síndrome de Down

O principal objetivo da celebração desta data é informar e conscientizar as pessoas sobre o que é a Síndrome de Down. Para isso, escolas e instituições aproveitam para promover algumas atividades, como:

  • Palestras sobre a Síndrome de Down;
  • Peças de teatro com pessoas com a Síndrome;
  • Workshops para os pais das crianças com Síndrome de Down;
  • Campeonatos esportivos entre pessoas com a Síndrome.
  • Caminhada ou corrida solidária para divulgar as campanhas de formação da criança com Síndrome de Down.

Como foi a data em Conselheiro Lafaiete

Comemorado em 21 de março o Dia Internacional da Síndrome de Down foi lembrado de forma especial em Conselheiro Lafaiete com a abertura da Exposição “As cores da arte sem limites” do artista plástico Breno Serafim, no Museu e Arquivo Antônio Perdigão.    Breno José Serafim Dias é artista plástico e portador de Síndrome de Down. Filho de Lincoln Serafim Dias e de Marise Barbosa Dias, é nascido e residente em Lafaiete e funcionário de uma empresa de veículos na cidade. Sendo muito dedicado e talentoso, a síndrome não o impediu de desenvolver sua capacidade intelectual para dedicar-se às artes, em especial à pintura abstrata. Começou a pintar há pouco tempo e já possui um acervo de telas e desenhos em papel.

O Prefeito Mário Marcus prestigiou a abertura da exposição, ocasião em que ao cumprimentar o artista ressaltou seu talento. Comentou que Breno é pessoa vitoriosa com grande trabalho. “São momentos como este de grande alegria que nos faz lembrarmo-nos de Deus e celebrar a vida”. Ele comentou que o Breno nos dá uma grande lição de força e superação. Disse que cada um a sua maneira, com seu jeito de ser é capaz de conquistar seu espaço e criar sua própria maneira de viver. Destacou que o artista é um belo exemplo de que, com determinação, somos capazes de enfrentar os obstáculos e vencê-los. Ao finalizar sua fala Mário Marcus ainda comentou “o quanto é bom estarmos todos juntos e participarmos deste momento de superação e força que nos faz sentir com mais força a presença de Deus”.

Também estiveram presentes no evento os Vereadores Prof. Oswaldo e Alan Teixeira, os Secretários Geraldo Lafayette da Cultura e Rafael Lana do Desenvolvimento Econômico e o Ouvidor Municipal Rolf Ferraz. Na oportunidade, Breno demonstrou aos presentes sua técnica mostrando, para todos que ser diferente é normal. A exposição estará aberta até sexta-feira dia 23, de 9 às 18h e a entrada é gratuita.

Saiba Mais 
A síndrome de Down (trissomia do 21 ou SD) é uma alteração genética caracterizada pela presença de um cromossomo extra nas células de um indivíduo. Tal condição causa problemas no desenvolvimento corporal e cognitivo, promovendo características físicas típicas e deficiência intelectual em diferentes graus. Estima-se que, a cada 700 nascimentos, 1 bebê tenha a condição. As chances aumentam à medida que a futura mãe envelhece, sendo um dos maiores fatores de risco a gravidez acima dos 35 anos de idade. Trata-se da condição genética. No Brasil, há cerca de 270 mil pessoas com síndrome de Down. (fonte: https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-sindrome-de-down-caracteristicas-causas-e-sintomas/).