Busca

Cobras são localizadas dentro de residências

terça-feira, 22 de janeiro de 2019 às 11:07 - por, redacao.

Perigo


Casos foram registrados nas cidades de Congonhas e C. Lafaiete


Neste período de verão com intensa chuvas o Corpo de Bombeiros tem registrado ocorrências de capturas de répteis  em  várias residências. Nesta  Segunda-feira (21/1) militares foram acionados  por duas vezes em nossa região pelo mesmo motivo.  Na rua Alípio Barbosa, na cidade de Congonhas/MG uma  moradora de 48 anos informou que ao passar  pela cozinha de sua casa, deparou com uma cascavel (FOTO), enrodilhada próximo ao fogão. Imediatamente a solicitante saiu da residência, fechou as portas e acionou o Corpo de Bombeiros que adentrou o local e capturou a serpente levando-a para seu habitat natural.

Em Conselheiro Lafaiete um novo registro aconteceu por volta de 22 horas,  militares foram acionados a comparecer à rua Dona Beatriz, bairro Santa Matilde, região sul da cidade onde segundo o solicitante de 43 anos, deparou com uma serpente próximo a sua sala de televisão. Bombeiros estiveram no local e verificaram que tratava-se de uma espécie não definida, medindo aproximadamente 1 metro, que  estava próximo ao sofá da sala. O réptil foi capturada e liberado um habitat natural.

Dicas

Somente no ano de 2018, a 2° Cia Ind registrou um total de 214 ocorrências de aparecimento de serpentes   em residências em cidades da região.

Medidas básicas podem evitar este alto número de ocorrências.  Atitudes que evitam o aparecimento de animais peçonhentos:

–  Não acumular entulho, lixo doméstico, ferro velho, telhas e tijolos, mantendo limpo quintais, jardins e terrenos baldios;

–  Ao aparar a grama, recolher as folhas caídas;

–  O lixo deve sempre ser mantido fechado em sacos plásticos;

–  Andar sempre calçado;

–  Ao trabalhar com construção, usar luva de raspa de couro para proteção;

– Não usar inseticida contra o animal;

–  Jamais introduzir a mão em frestas ou buracos no chão, como tocas de tatus e cupinzeiros;

–  Olhar por onde caminha atenciosamente e em locais onde se deseja apanhar pequenos objetos ou animais;

–  Fazer a limpeza de locais com vasta folhagem, usando botas, luvas e calças compridas;

–  Os jardins devem ser limpos, a grama aparada e as plantas ornamentais e trepadeiras devem ser afastadas das casas e podadas para que os galhos não toquem o chão;

–  Matagais e montes de folhas mais ou menos secas merecem atenção redobrada;

–  Muros e calçamentos devem ser cuidados para que não apresentem frestas onde a umidade se acumule e os animais possam se esconder;

–  Colocar telas nas janelas, vedar ralos de pia, tanque, chão e soleiras de portas com saquinhos de areia ou frisos de borracha;

–  Combater a infestação de baratas e roedores;

–  Não tentar diferenciar cobras venenosas das não venenosas. Somente um especialista pode verificar a diferença entre as duas;

–  Não manusear animais peçonhentos vivos ou mortos;

–  Evitar o amontoamento de sapatos, roupas e utensílios domésticos;

–  Manter berços e camas afastados da parede;

–  Evitar lençóis que toquem o chão

–  Bater colchões antes de usá-los;

–  Limpar constantemente ralos de banheiros, cozinhas, caixas de gordura e esgoto, mantendo fechados quando não em uso;

–  Mudar periodicamente de lugar materiais de construção sem uso, lembrando de proteger as mãos com luvas;

– Evitar queimar terrenos baldios, pois desalojam os escorpiões e outros animais;

– Roupas, calçados e toalhas devem sempre ser examinados antes de usados;

–  Importantíssimo preservar os predadores naturais dos escorpiões: corujas, macacos, sapos, galinhas e gansos;Acidentes com animais  não são muito frequentes, mas ao se deparar com os mesmos, mantenha a calma