Busca

Filme sobre Zé Arigó

terça-feira, 01 de Maio de 2018 às 14:28 - por, redacao.

Sétima arte


Atores Juliana Paes e Danton Mello começam a gravam na cidade de Congonhas.


Neste domingo (29/4), cenas do filme, dirigido por Roberto d’Avila, foram gravadas no sítio histórico, com a presença dos atores Danton Mello, que vive o médium mineiro, e Juliana Paes, que interpreta sua esposa, Arlete. O elenco também foi formado pelas crianças Benício Itiberê, Otávio Melo, Luis Guilherme e Davi Jadum, interpretando, respectivamente, os filhos Haroldo, Sydney, José Tarcísio e Ery. Congonhenses também participaram das filmagens como figurantes. A produção passou, ainda, pelas cidades mineiras de Cataguases e Rio Novo.

O Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos é um dos cenários marcantes do longa-metragem sobre a vida de José Pedro de Freitas, o famoso Zé Arigó. Na tarde deste domingo, 29, cenas do filme, dirigido por Roberto d’Avila, foram gravadas no sítio histórico, com a presença dos atores Danton Mello, que vive o médium mineiro, e Juliana Paes, que interpreta sua esposa, Arlete. O elenco também foi formado pelas crianças Benício Itiberê, Otávio Melo, Luis Guilherme e Davi Jadum, interpretando, respectivamente, os filhos Haroldo, Sydney, José Tarcísio e Ery. Congonhenses também participaram das filmagens como figurantes. A produção passou, ainda, pelas cidades mineiras de Cataguases e Rio Novo.

Para o ator Danton Mello, foi um desafio interpretar Zé Arigó. Além de ler sobre a vida do médium, as histórias contadas pelos seus familiares contribuíram para a construção do personagem. “A história dele é linda. Foi um homem iluminado, sem dúvida, que abdicou da vida para cuidar dos outros. Me envolvi e me entreguei de corpo e alma para contar essa história. É emocionante gravar na terra do Arigó. Encerro o filme aqui hoje. É muito emocionante, para mim, encerrar esse trabalho aqui na terra dele. Andar por onde ele andou é muito forte e emocionante. A cidade é linda”, completa.

O filho de Zé Arigó, Sydney de Freitas, conta que o projeto para a gravação de um filme que contasse a história de seu pai começou há 20 anos. “Acredito que tinha que ter acontecido dessa forma, com os atores que estão hoje.  São atores fantásticos. Ter um filme sobre a vida do meu pai, com Danton Mello, Juliana Paes como minha mãe, participação de Cassiano Gabus Mendes, Marco Ricca, Alexandre Borges, Marcos Caruso e outros atores que são excelentes, foi uma alegria muito grande”, diz.

Foto & Fonte : Assessoria de imprensa de Congonhas