Busca

Oleoduto de Barbacena

quinta-feira, 01 de Fevereiro de 2018 às 10:08 - por, redacao.

Polícia Civil


Agentes prendem dois e impede furto de combustível. Foram apreendidos quatro caminhões com cerca de 45 mil litros de combustível.


Um empresário de 40 anos e o funcionário dele, de 28, foram presos nesta quarta-feira (31) durante a operação “Óleo da Mantiqueira” ao serem flagrados furtando combustível do oleoduto da Petrobrás em Barbacena, cidade localizada a 75,4 km de Conselheiro Lafaiete/MG . Durante a ação, quatro caminhões foram apreendidos. Três deles estavam carregados com cerca de 45 mil litros de combustível furtado.

O local já foi alvo de crimes semelhantes em 2013 e em 2017. No entanto, a Polícia Civil destacou que, ate o momento, os casos não são relacionados. De acordo com a delegada regional da Polícia Civil, Kênia Oliveira, a operação foi resultado da apuração a partir de uma denúncia feita há dois meses de que estaria para ocorrer a violação dos dutos no distrito de Correia de Almeida.

Os 11 policiais civis, comandados pela delegada Amanda Sfredo, fizeram campana desde a noite de terça-feira (30) e nesta manhã, os dois homens foram flagrados realizando o transbordo de petróleo em um sítio alugado. Com eles foram apreendidos dois caminhões que já armazenavam, cada um, aproximadamente 15 mil litros de combustíveis, que seriam levados para o Espírito Santo.

No desdobramento da operação, a equipe identificou um galpão na cidade de Ressaquinha onde estavam mais dois caminhões para transporte do petróleo. Um deles estava abastecido com cerca de 15 mil litros de combustível. De acordo com a Polícia Civil, o empresário possui caminhões de aluguel, foi proprietário de posto de gasolina e já foi preso por adulteração de combustível. O jovem alegou que era apenas um funcionário e que não sabia do crime.

De acordo com a delegada regional, os dois foram presos pelo crime de subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel. O Código Penal Brasileiro prevê pena de reclusão de dois a oito anos e multa, se o crime é cometido por duas ou mais pessoas. Os dois já foram encaminhados para o presídio de Barbacena. Segundo a delegada regional, as apurações continuam para identificar outros integrantes da quadrilha.

Casos anteriores

O oleoduto já foi alvo de criminosos em outras duas oportunidades. O primeiro caso foi em abril de 2013, depois que duas pessoas tentaram furtar combustíveis nas mesmas circunstâncias. O caminhão usado atolou e, para fugir do local, eles despejaram o produto no rio que abastece a cidade, causando um grave crime ambiental. Na ocasião, o Executivo decretou estado de emergência e os moradores da região ficaram sem água potável por três semanas por causa do risco de contaminação.

Os desdobramentos da apuração deste caso levaram à prisão de sete suspeitos de integrar uma quadrilha responsável por furtos de combustível em dutos no distrito de Correia de Almeida, em Barbacena, em março de 2017. De acordo com os policiais, um subtenente e um cabo da Polícia Militar (PM) do Estado do Rio de Janeiro estavam entre os detidos pela Polícia Civil.

De acordo com as investigações, foi identificado um sítio abandonado onde os bandidos atuavam e encontraram várias ferramentas que eram usadas para fazer ligações clandestinas nos dutos, além de dois veículos, telefones celulares e um revólver com munições. Durante a ação, cinco pessoas foram presas em flagrante no dia 14 de março. No dia seguinte, os outros dois suspeitos foram presos em flagrante.