Busca

No distrito do Itatiaia em Ouro Branco

quarta-feira, 08 de junho de 2022 às 12:28 - por, redacao.

‘Wi-Fi Brasil’


Um dos projetos pioneiros da Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis.


O distrito de Itatiaia,  pertencente à vizinha cidade Ouro Branco /MG, inova cada dia mais na área das novas tecnologias. A partir do dia 6 de junho de 2022, o vilarejo conta com internet gratuita do programa “Wi-Fi Brasil”, do Governo Federal, desenvolvido pelo Ministério das Comunicações em parceria com a Telebras.  O objetivo é fazer com que a Biblioteca Comunitária Professor Reinaldo Alves de Brito tenha mais comunicação.

Ela é um dos pioneiros projetos da Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis e foi contemplada através da indicação do deputado Federal Pinheirinho que, em visita à Itatiaia em 2021, conheceu os projetos da Associação e se propôs a ajudar. O presidente da Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, Wilton Fernandes (Foto), explica que essa conquista é muito importante para os usuários da biblioteca, bem como para toda a comunidade. Para ele, a chegada de uma internet com mais qualidade é uma forma de democratizar a cultura e as ações que a comunidade realiza no âmbito cultural, social e turístico. 

Para Fernandes todos ganharão com esse avanço, pois o sinal estende para área externa do vilarejo, disponibilizando, gratuitamente, a internet para todos que frequentam a biblioteca e a comunidade em geral. O representante dos Bem-Te-Vis destaca ainda, a soma de esforços de todos que se empenharam para mais esta conquista. “Em nome de Os Bem-Te-Vis quero agradecer o empenho de todos que ajudaram como nosso parceiro e amigo Sávio Fontes que trouxe o Deputado Federal Pinheirinho à comunidade para conhecer as ações dos Bem-Te-Vis. Nossa gratidão e reconhecimento”, destaca Wilton Fernandes.

Wi-Fi Brasil 

O programa Wi-Fi Brasil tem por objetivo levar conectividade em alta velocidade a todas as localidades do país, onde não há nenhuma ou pouca conexão, permitindo cumprir os objetivos nacionais da política pública de telecomunicações. O programa é direcionado, prioritariamente, para comunidades em estado de vulnerabilidade social, em todo o Brasil, que não têm outro meio de serem inseridas no mundo das Tecnologias de Informação e Comunicação, as TIC’s.

Atualmente o programa conta com mais de 15 mil pontos em funcionamento, instalados em: escolas, unidades de saúde, unidades de segurança, unidades de serviços públicos localizadas em áreas remotas, de fronteira ou de interesse estratégico, aldeias indígenas, comunidades quilombolas e localidades que inexistem oferta adequada de acesso à internet de banda larga identificadas pelo Ministério das Comunicações. Além disso, o programa se estende, também, às entidades da sociedade civil sem fins lucrativos, por meio das quais seja possível promover ou ampliar o processo de inclusão digital.

Fotos: Divulgação